Dos escritórios para a areia

A rotina de casa, trabalho e compromissos realmente não é fácil. Lidar com tantos problemas e a velocidade das transformações diárias é um exercício de calma e pura habilidade.

Hoje, vou contar a história de um dos meus alunos, o Lorenzo, italiano que fez o caminho inverso: veio aprender Beach Tennis aqui no Brasil.

Todos sabem que a Itália é o berço do Beach Tennis, tanto com a invenção do esporte, quanto pelo grande número de praticantes e atletas profissionais. Eles dominam os rankings mundiais masculino e feminino, emplacando diversos Beach tenistas. O Brasil, talvez seja hoje a segunda potência mundial no esporte, que cresce cada dia mais nas quadras de areia por todo o país, não é a toa que, curiosamente, o Lorenzo chegou até mim.
Lorenzo tem 32 anos, é empresário do ramo de alimentação e está no Brasil há 8 anos. Passando de Uber pela praia de Copacabana viu várias pessoas jogando Beach Tennis e ficou interessado em aprender o esporte, ainda mais pela sua origem italiana. Na infância havia jogado tênis dos 5 aos 12 anos e quando veio para São Paulo me conheceu.

Com essa base vinda do tênis, começou a treinar no final do ano passado. Geralmente quem já jogou tênis, vem para o Beach com alguns “vícios”, sobretudo, de mecânica dos golpes e preparação dos movimentos. Trabalhamos com muita intensidade e a evolução dele foi nítida.

Hoje, o Lorenzo tem um ótimo nível e é um dos meus alunos mais dedicados e esforçados. Fora a evolução técnica, o esporte trouxe a ele momentos de prazer e relaxamento, além de fazer com que conhecesse novos amigos aqui no Brasil.

Lorenzo também é  assíduo em nossos rachões, atividade proposta de jogo coletivo, que é um sucesso entre meus alunos.

Compartilhe!

Deixe uma resposta